MÁRIO KLEIN 18.10.2020 -
00:00 / 00:00

Situação das lavouras no RS.

PROGRAMA COTAÇÕES E MERCADO 18.10.2020 RÁDIO UIRAPURU DOMINGO 09:15 às 10:00 FM 102.5 -
00:00 / 00:00
EMERI TONIAL 05.10.2020 -
00:00 / 00:00
LAMAR SAKIS 13.10.2020 - Comentário
00:00 / 00:00

PASSO FUNDO/RS

Estrada do Trigo, 543
Bairro São José - CEP 99052-160

(54) 3313.0186

contato@ikona.com.br

CASCA/RS

Av. Albino Busato, 400
Lot. Stefano Powala - CEP 99260-000

(54) 9 8437.9119

contato@ikona.com.br

COTAÇÃO DA SOJA EM MARÇO

             

       A cotação média paga pela saca de soja ,  no mês de  MARÇO, nas últimas cinco safras , em Passo Fundo:

                          ANO        R$/sc  -    BALCÃO               R$/sc -  DISP                        2016                   68,00                                       70,30 

2017                   62,00                                       65,80

2018                   69,00                                       72,90

2019                   71,00                                       73,30

2020                   84,00                                       88,00

                                                                               

Fonte: iinterpas

Sacola Econômica do

DIDO

Compre por telefone

Frete Grátis

Ligue:

(54) 3315-1555 / (54) 3315-1557

Temos sacola para doação.

seg à sex 08:00 às 12:00

14:00 às 19:00

JAIR INERI 19.10.2020 -
00:00 / 00:00

PLANTIO DA SOJA NO PARANÁ

em 21.10.2020

Segundo o DERAL - Departamento de Economia Rural, o Paraná já plantou 32% da área projetada com soja, o equivalente 1,77 milhão de hectares. Estimam semear, nesta safra, 5,54 milhões de hectares. Quanto a classificação, 85% das lavouras apresentam bom estado de desenvolvimento, sendo que 58% delas encontram-se na fase de germinação e 42% na de desenvolvimento vegetativo.

IMG-20201012-WA0025.jpg

      As culturas de inverno (trigo e cevada) na região de Passo Fundo foram semeadas maior parte em duas épocas. Primeira em junho (17 a 24/06) e a segunda em julho (18 - 25/07). Esses períodos  foram os que apresentaram melhores condições de solo para a semeadura, fora esses momentos a chuva em excesso não permitiu o plantio. Primeira quinzena de junho aproximadamente 150 mm de chuva e final de junho início de julho um acumulado de 360 mm de chuva, que todo esse volume prejudicou as áreas semeadas na primeira janela. As culturas apresentaram um bom desenvolvimento vegetativo após esses eventos. No mês de agosto tivemos pouca chuva e temperaturas abaixo da normal para o período fazendo com que o desenvolvimento do trigo e da cevada fosse mais devagar, mas o evento que mais teve interferência foi a formação de geada no dia 21/08/2020.

 

Várias áreas tiveram dano semelhante a aplicação de um herbicida de contato. A geada teve seu efeito nas culturas, mas o dano maior foi a falta de chuva nesse mês. Tivemos 22 dias sem chuva nesse período, sendo que após a geada foram mais 16 dias sem chuva, o que fez com que o trigo ficasse limitado a recuperação do efeito da geada.

 

Vários afilhos morreram de vido a seca. Os meses de agosto e setembro estão com acumulado de chuva de 50% do previsto para esse período. Essa escassez de chuva está avançando esse mês de outubro, tanto é que tínhamos previsões de volume considerável para os dias de 06 a 09/10/20 e o acumulado foi de somente 5 mm. Segundo avaliações da Remor Consultoria Agronômica tem variação nos talhões de trigo de 20% a menos de espigas nas partes mais altas, quando comparado na parte mais baixa da lavoura onde tem maior acúmulo de umidade.

 

Toda essa falta de chuva limitará o potencial de rendimento das lavouras devido, menor número de espigas / m² e também no peso de grãos. Esperamos que esse cenário melhore para frente, pois a partir da semana que vem começa a ser implantado a cultura da soja.

 

 Eng. Agr. Luciano Remor

USO DO PARAQUAT.

2019 cotacoesemercado.com  Todos os direitos reservados.

  • Instagram